Voluntariado





A Experiência do Voluntariado no Núcleo de Santa Maria da Feira - APR



Temos muita vontade de ajudar quem precisa e
fazê-lo através do Reiki é uma benção!





Algumas imagens dos nossos Projetos de Voluntariado



  
Saiba mais sobre os nossos projetos aqui







Voluntariado no Núcleo de Santa Maria da Feira - Dedicação e Amor


O voluntariado no Núcleo de Santa Maria da Feira tem sido feito com dedicação e amor. É preciso amar o que fazemos e respeitar os seres com quem trabalhamos para criarmos boas condições de voluntariado. Isso nem sempre é fácil, apesar do que possa parecer. Cada experiencia é diferente, cada grupo que recebe reiki de nós também e aprendemos muito com isso.

Fazemos voluntariado em reiki com seniores, com crianças e com animais, além de ações abertas ao público e ações de solidariedade social. Temos tido resultados muito positivos, nos vários projetos. Procuro ter sempre presente que tudo deve ser feito com pés e cabeça, porque não se deve forçar o crescimento de uma árvore. Já podíamos estar a fazer muito mais voluntariado, mas prefiro apostar na qualidade do que na quantidade.
Porque fazer voluntariado é apostar na qualidade do mesmo, na durabilidade e frequência do mesmo, na entrega e na dedicação, não no número final de projetos, isso é ego, não coração.

Acima de tudo, sinto que fazemos parte de um mundo em que é preciso apostar, valorizar quem temos e o que podemos fazer para ajudar o outro. Para mim, fazer voluntariado em reiki é uma dádiva do Universo, porque me coloca ao serviço do mesmo, onde tenho a consciência de ter o coração preenchido com amor.

Crescemos juntos, terapeutas e utentes, construímos algo juntos, rimos, abraçamo-nos e preocupamo-nos com o bem-estar uns dos outros. Ser voluntário é saber amar o próximo como a si mesmo, e eu aprendo essa lição de vida todos os dias. Sou muito grata por isso.


Cátia Duque (Coordenadora do Núcleo de Santa Maria da Feira – APR e Formadora de Voluntariado em Reiki no Núcleo)




Ser Voluntário é Algo do Coração

Olá, o meu nome é Fernanda Mendes e vou falar um pouquinho da minha experiência como voluntária. Fui convidada pela minha amiga Cátia Duque, coordenadora do Núcleo, para fazer parte do voluntariado num lar de idosos. E é com muito carinho e com muita alegria que o faço. Quando entro no lar e vejo os olhinhos dos meus queridos velhinhos a brilhar, fico tão feliz que não tenho palavras para dizer o que sinto. É muito bom poder fazer alguém feliz!

Ser voluntário é fazer algo do coração, sem pensar em receber nada em troca, mas também se aprende muito com eles. O carinho e o respeito com que nos tratam preenche-nos o coração.
Alguns até já cantaram para nós! Aconselho sempre a quem tiver um tempinho livre que faça pelos outros algo, com muito amor, e verão que não se arrependem.

Fernanda Mendes (Voluntaria no Projeto Reiki para Idosos, do Núcleo de Santa Maria da Feira, na Santa Casa da Misericordia de Santa Maria da Feira, no Lar de S. Nicolau)



Voluntariado, uma Participação Ativa


Há já algum tempo que procurava fazer voluntariado na área do Reiki e eis que encontrei o núcleo de Santa Maria da Feira e consegui concretizar o meu desejo. Estava disposta a começar e surgiu a população mais idosa. Quando chegámos pela primeira vez ao centro de dia, impressionou-me os semblantes carregados de alguns utentes, como se a vida não tivesse mais nada para lhes dar. Foi interessante e de certa forma motivador, ver os seus rostos mudarem, e depois da nossa abordagem alterarem por completo as posturas e predisporem-se a experimentar a terapia.


Também participo no voluntariado com Reiki aos alunos da escola, onde sou professora. Sinto-me privilegiada por poder participar nestes projetos e por isso estou muito grata.


Ana Ramalho (Voluntaria no Projeto Reiki para Idosos, do Núcleo de Santa Maria da Feira, na Associação de Apoio Social de Sanfins e no Projeto Reiki na Escola, na Escola Básica Bento Carqueja, em Oliveira de Azemeis)




Ser voluntário é ser solidário e respeitar o outro na sua essência


Se existem coisas que não se conseguem materializar em palavras uma delas é compreender o que é ser voluntario, a melhor forma é sentir. Sentir o carinho, o amor, o aconchego no nosso coração daqueles que nos recebem de braços e coração abertos.
O voluntariado permitiu-me crescer enquanto pessoa, mas principalmente como ser humano. Compreender melhor a dor do outro e as suas necessidades, que muitas vezes não passam de gestos de afeto simples, que parece tão pouco aos nossos olhos e tanto aos corações de quem recebe a nossa luz, o nosso abraço, o nosso simples sorriso mas sincero. E alimentar a alma de quem nos espera.
O voluntariado permitiu-me ser mais responsável, é assumir um compromisso com aquele que me espera, foi uma forma de despertar o bom que havia em mim. É ajudar, é dedicar AMOR e aprender. É dar sem esperar nada em troca, é dar carinho, é encher o coração com carinho que nos faz sentir úteis, é tornar o dia de hoje e o de amanha mais luminoso e caloroso. Ser voluntário é ser solidário e respeitar o outro na sua essência.
Elisabete Cardoso (Voluntaria no Projeto Reiki para Idosos, do Núcleo de Santa Maria da Feira, na Santa Casa da Misericordia de Santa Maria da Feira, no Lar de S. Nicolau)



Voluntariado, o Sentir de uma nova Emoção


Olá, os meus amigos conhecem-me por Tozé e queria dar um pequeno testemunho sobre o voluntariado em Reiki. Começaria por dizer que para ser voluntário não basta só querer sê-lo, é mais do que isso, é preciso sentir esse querer, essa vontade de o ser.

No meu caso, surgiu quando a minha Mestre e amiga Cátia Duque me perguntou se gostaria de fazer voluntariado com os idosos no Lar de S. Nicolau. Era algo em que já tinha pensado, embora não nesta area, mas que não deixava de ser, para mim, uma oportunidade de pôr em prática esse meu desejo.

Fui experimentar e, bem, aquela partilha deixou-me completamente rendido, pela entrega, pelo carinho, pela expressão de alegria no rosto daquelas pessoas por quem o tempo tão depressa passou, mas que conservou a simplicidade e bondade de ainda nos agradecerem pelos breves momentos quem com eles passámos. Foi maravilhoso!

A partir desse momento, passei a sentir que sou voluntario de coração, e a alegria que eles demonstram pela nossa presença, eu passei a senti-la em dobro por poder proporcioná-la.

António Rodrigues (Voluntário no Projeto Reiki para Idosos, do Núcleo de Santa Maria da Feira, na Santa Casa da Misericordia de Santa Maria da Feira, no Lar de S. Nicolau)





Se quiser fazer parte do nosso Voluntariado em Reiki, contacte-nos através de reiki.em.movimento@gmail.com

Requisitos para Voluntariado em Reiki: ter o nivel 2 de Reiki
Depois realizará um Curso de Voluntariado no Núcleo para a preparação do mesmo.

Sem comentários:

Enviar um comentário